Entender como memórias e pensamentos funcionam pode influenciar sua vida

0
32

Por Denise Miranda

Desligue o piloto automático e assuma a direção dos seus pensamentos, e comece a conduzi-los rumo ao sucesso com o qual sempre sonhou – porque você pode até não saber, mas tudo o que quer está ao seu alcance, só é preciso de um pouco de prática e muito conhecimento.

No livro “Dianética: o poder da mente sobre o corpo”, o autor L. Ron Hubbard explica que a mente humana tem duas partes bem diferenciadas: a mente analítica e a mente reativa. Todas as experiências de um indivíduo são armazenadas em sua mente por meio de imagens e emoções, e elas afetam sua vida todos os dias.

Mente analítica, a protagonista
A maior parte de sua memória está gravada na parte consciente de mente, aquela que você usa para pensar, lembrar e calcular. Em “Dianética”, ela é chamada de “mente analítica” – porque você a usa para analisar informações e tomar decisões racionais de acordo com sua realidade e expectativas.

Se, por exemplo, uma pessoa lhe perguntasse hoje se você gostaria de comer a mesma coisa que comeu no seu jantar de ontem, seguramente você “veria” em sua mente a imagem da comida, acompanhada de seu sabor e cheiro. Dessa forma, usaria a informação de ontem para tomar uma decisão a respeito de seu jantar de hoje.

Em uma situação mais complicada, você usa os dados de sua mente analítica para decidir a qual emprego se candidatar: é o tipo de trabalho de que você gosta?

Como é a condução até ele?

Tem possibilidades de promoção?

Quanto você irá ganhar nesse emprego? Será suficiente para sustentar sua família?

Todos esses pensamentos são apresentados por sua mente analítica para ajudá-lo a tomar a decisão correta. E como um computador perfeito, os cálculos da mente analítica estão sempre certos. Em resumo, essa parte de sua mente é onde todo o seu potencial se encontra.

Se a máquina é infalível, então como é que tomamos decisões equivocadas?

Hubbard foi atrás da resposta, e por isso descobriu a mente reativa.

Como funciona a mente reativa
Algumas de suas experiências estão gravadas numa parte diferente da sua mente – uma que não pensa racionalmente e que pode fazer escolhas insensatas. Essa é a mente reativa.

“Reativa” porque controla e influencia suas decisões sem que você perceba, fazendo com que você reaja perante estímulos do ambiente de uma maneira muito automática. Ela produz emoções prejudiciais e inibidoras, assim como sensações e comportamentos ilógicos e irracionais.

Em determinados momentos da vida, a mente analítica desliga-se, a mente reativa toma o controle e começa a gravar suas experiências. Isso ocorre durante os momentos de dor e sofrimento ou em situações que contenham algum grau de inconsciência.

Em outras palavras, a mente reativa conecta-se quando você está doente, machucado, estressado ou, inclusive, quando está muito cansado. Ela também grava os períodos de trauma emocional, como mortes, separações, divórcios, traições e qualquer fracasso pessoal ou profissional.

Sua mente reativa contém todas as percepções e sensações de cada experiência dolorosa de sua vida. Esses incidentes permanecem registrados de forma bem profunda, abaixo de sua consciência.

Posteriormente, quando você fica exposto a situações similares, essas gravações são revisitadas, numa tentativa de evitar a dor do passado. Infelizmente, esses incidentes não tão bons têm o podede controlar suas emoções, seus pensamentos e suas ações – contra sua vontade e decisão.

Embora não exista um botão que desligue a mente reativa, o segredo é aprender a controlá-la. Na próxima vez que passar por momentos de estresse ou sofrimento, pense antes de (re)agir; tente racionalizar todos os fatos que compõem aquele cenário e só depois tome uma decisão. E lembre-se que, aconteça o que acontecer, é tudo coisa da sua cabeça.

Revista Facebrasil – Edição 52 – 2015
A revista mais lida pelos brasileiros na Flórida