Face do mês: Fabin Rosa

0
29

Neste mês, entrevistamos Fabin Rosa, dono da academia FRBJJ Barra Brothers Jiu Jitsu Academy, em Orlando.

Apaixonado pelo jiu-jítsu, ele diz que o esporte “promove a saúde, felicidade e um ar geral de confiança para todos que treinam”.

Segundo ele, a academia é também um lugar onde as pessoas podem se reunir e formar amizades e laços fortes, um verdadeiro tipo de fraternidade. “Encontre um lugar onde você possa desfrutar o jiu-jítsu e as pessoas que treinam com você. Isso vai mudar a sua vida”, diz Fabin.

Facebrasil – De onde vem sua paixão para jiu-jítsu?
Rabin Rosa – Desde criança eu estava sempre rodeado pelo estilo de vida jiu-jítsu. Todo mundo no meu bairro treinava. Eu olhava os meninos mais velhos treinando e pensava “Quero ser como eles”. Comecei a treinar em 1993, quando tinha 14 (há quase 23 anos), e desde então tem sido um dos meus principais focos na vida.

Fbr – O que já conquistou?
F.R. – Ganhei muitas competições no Rio de Janeiro, quando era mais jovem. Fui premiado com medalhas em diferentes competições brasileiras, como Copa Novo Leblon, Copa Alfa Barra e Copa Axe. Também competi e ganhei medalhas em algumas competições internacionais, como Naga e Copa América. Minha última competição foi em 2010, quando consegui o segundo lugar geral na divisão do estado da Flórida.

Fbr – Por que você decidiu abrir a academia?
F.R. – Abri minha primeira academia aqui nos EUA, para que pudesse ensinar e treinar meus amigos e alunos de base com minha própria experiência e habilidades que eu era capaz de desenvolver ao longo de meus muitos anos de treinamento. Eu queria incorporar meu próprio estilo único de ensino, aproveitando a experiência e técnicas que foram ensinadas a mim pelos meus professores.

Fbr – Como tudo começou, antes de abrir a academia em Orlando?
F.R. – Eu sempre fui um instrutor de jiu-jítsu, ensinando em diferentes academias. Um bom amigo e estudante, Grimp, sempre me empurrou para abrir meu próprio lugar e acreditar em mim mesmo. Ele me ajudou a construir a minha primeira academia, que era, na verdade, na garagem da minha casa, aqui em Orlando. À medida que mais e mais amigos e alunos começaram a treinar com a gente, tornou-se óbvio que precisamos de mais espaço. Nós, então, construímos e abrimos a academia na LB McLeod, e logo abriremos a segunda academia, no centro de Orlando.

Fbr – Foi difícil começar em outro país?
F.R. – Sim, às vezes, ainda é difícil. Teria sido muito mais difícil se eu não tivesse o apoio e amigos que me ajudaram ao longo do caminho. Aprender uma nova língua e estar em um país diferente longe da minha casa e dos meus amigos e família foi a parte mais difícil.

Fbr – Qual é o público-alvo da academia?
F.R. – Não há um público-alvo específico realmente: todos são bem-vindos. Eu fiz a academia para que homens, mulheres, crianças, pessoas de todas as idades e níveis de habilidade pudessem vir, aprender e se divertir.

Revista Facebrasil – Edição 51 – 2015
A revista mais lida pelos brasileiros na Flórida