Herói é esfaqueado cinco vezes ao enfrentar terroristas durante ataque na ponte Londres

0
189

O britânico Roy Larner colocou a vida em risco para impedir que a tragédia dos atentados terroristas de 3 de junho, em Londres, se tornasse ainda maior.

Larner, que tem um filho, se agarrou com um dos criminosos e acabou sendo esfaqueado cinco vezes, mas permitiu que outras pessoas pudessem correr e escapar dos ataques.

Segundo amigos, Roy teve lesões em diversas partes do corpo, como cabeça, pescoço, costas e dedos.

Apesar disso, ele sobreviveu ao ataque e foi levado a um hospital londrino, onde foi submetido a uma cirurgia de emergência e passa bem.

Amigos de Roy Larner pedem que ele seja condecorado com a George Cross, a segunda maior honraria do Reino Unido, concedida a militares e civis britânicos que demonstrem bravura em combate e diante do inimigo.

Eles iniciaram, ainda, uma campanha de financiamento coletivo pela internet, para arrecadar fundos para ajudar na recuperação de Roy, com mais de 4 mil Libras Esterlinas já doadas.

Larner deve ser homenagado também pelo Millwall FC, clube que disputa a segunda divisão do Campeonato inglês e do qual é torcedor fanático.

Apesar das ações de Roy Larner e outros heróis anônimos, os atentados terroristas de sábado deixaram sete mortos e quase 50 feridos.

Os três terroristas foram mortos pela polícia, após usarem uma van para atropelar pedestres na London Bridge, uma das principais pontes da capital inglesa, e esfaquearem diversas pessoas nos arredores do Borough Market, famoso mercado londrino.